Sinais Cósmicos

Sinais Cósmicos

                          (“Olhando para o céu, eu olho para dentro de mim”).

 

 Aline Alvarenga

 

 

A história da Astrologia nos mostra apenas o desenvolvimento de um senso de ritmo dos povos antigos. Ela indica que o tempo é cíclico e nos oferece meios para identificar os círculos qualitativamente diferentes que atuam na caracterização de cada momento, além de ver a extensão e o contexto desses  ciclos e de nos movermos de acordo com eles. É muito importante estarmos em sintonia com a natureza do tempo, pois isso pode facilitar a nossa vida.

 

Os símbolos ou sinais podem ser percebidos e experimentados mental e emocionalmente, em imaginação e ação. A astrologia começou como uma ciência por se entender que a natureza do tempo e o movimento de todas as coisas ocorrem através das pequenas mudanças que provocam magicamente grandes mudanças. Os antigos percebiam as estações da vida e aprenderam a lidar com os ciclos, pois sabiam a época certa para cada atividade em particular – migração, plantio, apartar o rebanho, gestação, fazer  pequenas ou grandes coisas,  eram capazes de executar tais atividades facilmente e sem obstáculos. Conheciam o momento adequado para a concepção, conheciam a época ideal para o plantio e a colheita e, por isso  tinham boa nutrição e safras produtivas.

 

Quando nos movemos conforme o tempo, as energias universais trabalham em função dos nossos esforços e o que a Astrologia viva pode nos ensinar é que, para nos tornarmos os criadores de nossas vidas, precisamos estar em sintonia e observar a natureza com atenção. (Idéias extraídas do Livro “Aprendendo a Viver no Tempo”, de Palden Jenkins).

 

Vejamos agora como funciona o relógio cósmico:

 

Áries

Ao jogar a semente abre caminho, significa começar de novo – início de um ciclo – fertilidade. É tempo de cuidar porque tudo que plantar, vai nascer. É tempo de perseverar. É a impetuosidade e a coragem de quem ainda não viveu. É tempo de aprimorar individualidades e ter iniciativa para realizar coisas. É tempo de se aventurar.

 

Touro         

Nasce e morre no mesmo lugar, enraizado. Cresce e se firma no solo. É tempo de se materializar.

É o auge da primavera. É tempo de tomar consciência  e  de sobreviver.

É tempo de dominar o instinto, domar o animal que existe dentro de nós.

 

Gêmeos

É tempo de borboletas, abelhas, movimento, comunicação.  É o momento elétrico (chuvas, tempestades), é a preparação para o tempo do verão. É tempo de fazer contatos, discriminar e compreender, e aprender e melhorar o padrão de comunicação.

 

Câncer

Tempo de gestação, produção da semente de nutrir os frutos, As flores já morreram. A natureza está grávida. É tempo de  deixar acontecer, de demonstrar afeto, tempo de amar.

 

Leão

Tempo da divina criança. Obra criada que mostra a que veio. É tempo de energia e criatividade.  É tempo de permitir que a vida aconteça. É tempo de luz. É tempo de cuidar de si, de se gostar, de se valorizar.

 

Virgem

Tempo de trabalho sobre o que foi criado, de discernimento, de separar o joio do trigo Purificação, aperfeiçoamento, análise. Saber o que é útil e o que não é útil. Tirar as cascas, limpar, separar o que é realmente necessário, cuidar da saúde e de trabalhar para dar uma contribuição social à humanidade.

 

Libra

Começa o tempo social. É tempo de se abrir para o outro, de exercitar a vontade e a necessidade, é tempo de troca., de encontrar o  outro, de estar com o outro. Tempo de ajustes, acordos, adaptações. Tempo de encontrar o equilíbrio entre os opostos.  É tempo de intensificar as relações amorosas, aprender a exercitar o amor universal.

 

Escorpião

É  tempo de abrir mão da ilusão e da fantasia. É tempo de viver intensamente, conhecer o poder do sexo, do dinheiro e a noção de morte., dominar o instinto e lutar por um ideal. Tempo de vencer a si próprio e de buscar o equilíbrio através da transformação. É tempo de superação.

 

Sagitário

É tempo de conviver com os mistérios, de escutar a vocação. Tempo de conhecer o mundo e, ao mesmo tempo, de abrir mão para poder fazer escolhas. Tempo de ter a própria escala de valores, determinar leis e de acreditar. Tempo de se aventurar.

 

Capricórnio

É tempo de construir com bases sólidas, enraizar. Tempo de obedecer limites, de mudanças, de rebeldia. Tempo de escolher caminhos e de assumir as próprias escolhas. Tempo de participar, de  fazer parte de algo maior. Tempo de se projetar.

 

Aquário

É  um novo tempo, de esperanças, de percepção das sementes, de limpar para renovar. É tempo de socializar.Tempo de aprofundar ainda mais as relações. Tempo de inovar, de inventar, de criar.

 

Peixes

Tempo de compreender, deixar acontecer, morrer para renascer. Tempo de se entregar, de deixar fluir. Tempo de deprimir para redescobrir, tempo de ampliar contextos. Tempo de fazer uma síntese e questionar a espiritualidade. É tempo de transmutar.

 

 

 

 

 

O misticismo e a superstição envolvem o brasileiro, mesmo que seja apenas por curiosidade. As pessoas abrem o jornal e leem sobre seu signo, buscam cartomantes e outros tipos de videntes; a superstição ultrapassa barreiras sociais e econômicas, pode se mostrar muito dominante na vida de uma pessoa ou apenas transparecer como o costume, por exemplo, de usar branco no ano novo.

 

A religiosidade e o misticismo convivem em harmonia com o povo. Sinais cósmicos  é uma tentativa de mostrar este lado místico e espiritual sem preocupações, mostrando as telas com a mesma preocupação com que lemos o horóscopo no jornal, tentando entender  quanto somos influenciados por “sinais cósmicos” sem nem notar, essa  predisposição em acreditar, que pode acabar influenciando nossas decisões.

 

 

Iara Venier

(Retratista)

No Comments

Post A Comment