“Pão e vinho”

“Pão e vinho”

Por André Zanotelli
“A cena é um convite para entrar no mundo misterioso de Dionísio, da fantasia inebriante de experimentar novos sabores . É o êxtase misturado à esperança, com um leve toque de apreensão.
A simplicidade essencial traz consigo alguma ambivalência involuntária. Ao mesmo tempo, emoções complexas tomam conta do psiquismo de quem olha. Aqui, então, a relação com o mundo é questionada, porque pode haver perda de vínculos com este mundo real. É uma forma de religação com o Ser Superior. Se o vinho representa o devaneio, o pão conduz ao corpo, à força energética do homem.

O momento cênico mostra que a alma precisa de tempo para digerir as emoções, e o pão bolorento sinaliza que houve demora para ser consumido, porém, após ingerida a cena, o deslumbramento será inevitável.”
Iara Venier
(Retratista)

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.