Exposição Crianças do Meu Mundo

Exposição Crianças do Meu Mundo

I. Introdução

A mostra retrata crianças e adolescentes, em diferentes contextos étnicos que sobreviveram a situações extremas, tais como perdas, privações, guerras, enchentes, vendavais, terremotos, desrespeito, medos e insegurança.

A temática principal é identificar cenas reais, redefinindo imagens extraídas de documentários jornalísticos, que são transportadas das revistas e noticiários já esquecidos, para serem compostas em galerias de arte. Ao apresentar releituras baseadas em fotografias, pretendo unificar épocas e países e mostrar que a história se repete independentemente de origens étnicas, tempo ou espaço territorial.

A intenção é convidar a todos a olharem além da sua esquina, além da efemeridade de uma capa de revista, induzindo-os a uma profunda reflexão. O imediatismo com que as pessoas tratam as manchetes faz com que a imagem se dissipe no tempo para dar lugar a novidades. Assim, na tela, é possível dar à cena a permanência necessária para imortalizá-la como arte.

Este olhar representa um verdadeiro tributo à sobrevivência da humanidade, porque todas as crianças apresentadas nesta coleção são reais e sobreviveram apesar das dificuldades. Portanto, estas cenas trazem a contemporaneidade essencial para a leitura dos contextos infantis, revelando situações inusitadas. A meta é trazer à tona estas imagens, com o objetivo de transformar histórias infelizes em situações de vida mais construtivas.

 

II. Concepção:

A mostra surgiu da observação de imagens de mulheres, crianças e adolescentes que perambulam pelas ruas do mundo, e que, por diversos motivos, vivenciaram dificuldades, mas que sobreviveram.

A primeira imagem que deu origem ao projeto foi da Índia Guarani com seu bebê, na Avenida Brasil, em Balneário Camboriú, diante da porta da loja “Vive La Vie”, onde, curiosamente, tem a inscrição “nômade”. Esta cena me motivou a iniciar uma coleção que envolve pessoas que não tem um lugar seguro para viver, como andarilhos e/ou refugiados.

A partir da produção da primeira tela, pessoas conhecidas fotografaram mulheres com bebês em outros países, e, me presentearam com fotos interessantes. Algumas delas, eu mesma fotografei. A seguir, imagens famosas de alguns fotógrafos chamaram a minha atenção e, assim, não resisti ao desejo de fazer ensaios e releituras das fotografias, mostrando o meu olhar, a partir de cada detalhe, para poder trazê-las dos documentários para as galerias de arte.

Assim, a coleção foi tomando corpo, transformando-se numa temática forte e comovente, revelando várias etnias e, ainda, situações desesperadoras, apresentando mulheres “frágeis”, que superaram o infortúnio. Daí o título “Frágil Resistência”.

A partir da Mostra “Frágil Resistência”, que apresenta apenas madonas contemporâneas, surgiu a ideia de pintar também crianças e adolescentes, com o título “Crianças do Meu Mundo”, onde a precoce seriedade em seus olhares mostra as preocupações que em sua tenra idade não deveriam ombrear. Que histórias a alma infantil terá para nos contar através dos seus olhares?

Sendo retratista, acredito que posso, através da ênfase no olhar destas crianças, fazer com que o espectador olhe para elas. É um paradoxo – elas olham para você para que você olhe para elas, lembrando sempre que todas as pessoas retratadas, são reais.

 

Galeria.

Título: Índias Guaranis”, Florianópolis – SC – Brasil.
Artista: Iara Venier.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Dimensões: 40 x 40cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na imagem de meninas indígenas, fotografadas pela artista em 2011).

 

Título: Sonho Azul, Kashimir, Índia.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 40 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da Galeria de “Portraits” de Steve MC Curry).

 

Título: Menina Refugiada, Paquistão.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto de Muhammed Muheisen, Paquistão, 2011).

 

Título: Sharbat Gula aos 13 anos, Afeganistão.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2011.
(Baseada na foto de Steve MC Curry, da Revista Nacional Geográfica, Junho/1985, cobertura da guerra no Afeganistão).

 

Título: Olhos Tristes, Peshawar, Paquistão.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da Galeria de “Portraits” de Steve MC Curry).

 

Título: Crianças das Montanhas do Nepal, Ásia.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 50 x 40 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto de Mitchell Kanashkevich, Village Thuman, lantangtang Valley, Nepal, Ásia, 2007).

 

Título: Trabalhador Infantil, Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto de Robson Pires, em Caicó, Rio Grande do Norte, Brasil).
Acervo: Lúcio Schneider.

 

Título: Tráfico de Crianças, Varanasi, Índia.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto de José Rodrigues, do livro “Cartas de Varanasi”, Índia).

 

Título: Crianças do Rio Novo I, Minas Gerais, Brasil.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 30 x 25 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto de 2007, de Renato Parente, em Minas Gerais, Brasil, sobre o trabalho infantil).

 

Título: Menino com véu, Afeganistão
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 45 x 40 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da Galeria de “Portraits” de Steve MC Curry).

 

Título: Menina na Linha de Fogo, Jabal Zawya, Síria.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da CNN, na Síria, em 2012).

 

Título: A Despedida, Estados Unidos da América
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na imagem selecionada como uma das melhores fotos da Aol de 2007).

 

Título: Menina Triste, Iêmen, Arábia Saudita, Ásia.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 30 x 25 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da Galeria de “Portraits” de Steve MC Curry).

 

Título: Criança Rezando, Li Tang, Tibet
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 50 x 40 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Baseada na foto da Galeria de “Portraits” de Steve MC Curry).

 

Título: Malala Yusafzai, Mingora, Paquistão.
Técnica: Giz pastel sobre papel.
Artista: Iara Venier.
Dimensões: 40 x 30 cm.
Ano de Execução: 2012.
(Releitura de foto do site www.clicabrasilia.com, sobre o ataque da menina Malala, em Mingora, no Paquistão).

 

 

No Comments

Post A Comment